Payfac

Tecnologia nas empresas: como escolher um parceiro terceirizado

Saiba como escolher um parceiro de tecnologia nas empresas e em quais soluções investir para ampliar a receita


Até mesmo os negócios mais tradicionais já se deram conta da importância de investir em tecnologia nas empresas. Especialmente nos últimos 10 anos, as evoluções tecnológicas vêm deixando claro que é possível otimizar as mais diversas rotinas corporativas por meio de ferramentas inteligentes que aliam alta performance, segurança das operações e fluidez no trabalho.

 

Em alguns casos, além de acelerar processos e reduzir custos operacionais, essas ferramentas ainda podem se tornar novas fontes de receita, a exemplo dos softwares que permitem o fenômeno da fintechzação. Neste conteúdo, falaremos melhor a respeito. Continue a leitura e veja como escolher um parceiro terceirizado para ter sucesso na era digital!

O investimento em tecnologia nas empresas

A transformação digital estimulou o desenvolvimento de uma série de ferramentas que facilitam a rotina nas empresas, automatizando tarefas que antes eram manuais e dando mais confiabilidade aos processos. Essa racionalização possibilita ainda que os gestores tomem decisões mais certeiras, tendo em vista que terão uma visão mais acurada das operações por meio dos indicadores do negócio.

 

O investimento em tecnologia nas empresas é, portanto, uma necessidade latente para quem busca se manter competitivo no mercado. Esse investimento também permite que as instituições ampliem as fontes de receita, a exemplo das soluções que proporcionam um ecossistema completo de serviços ao ecossistema envolvido na empresa. Isso traz vantagens tanto para o negócio quanto para o consumidor final.

 

Não à toa, a tendência da fintechzação vem se consolidando no mercado como uma forma de desburocratizar toda a cadeia de valor reduzindo os intermediários e, consequentemente, o excesso de taxas operacionais. As soluções white label são perfeitas neste contexto, pois permitem tirar a fintech do papel sem complexidade. Falaremos melhor disso adiante.

 

A busca por parceiros terceirizados

A terceirização de atividades é um dos braços da tecnologia nas empresas, evitando a sobrecarga das equipes e garantindo a fluidez das operações. Um exemplo são as instituições que buscam pelo outsourcing de TI. Terceirizar esse setor é uma excelente alternativa para empresas que procuram equipes com alto grau de especialização sem precisar investir pesado em contratações, salários e infraestrutura.

 

No entanto, é preciso estar muito atento ao parceiro escolhido, de modo a garantir processos seguros e bem-sucedidos. No caso do mercado financeiro, que falamos acima, a segurança é ainda mais crucial, tendo em vista que o segmento envolve questões de proteção de dados sensíveis e sigilosos.

 

As soluções white label se destacam nesse cenário porque permite que as  instituições possam aproveitar um modelo já estruturado, fazendo pequenos ajustes de acordo com a necessidade do negócio sem precisar se preocupar com a tecnologia ou infraestrutura para este tipo de projeto. As plataformas de pagamentos são um bom exemplo. Com uma solução white label, as empresas que têm uma cadeia estruturada que envolve, por exemplo, indústrias, distribuidores e até mesmo estabelecimentos comerciais, conseguem oferecer um ecossistema completo de serviços sem se preocupar com complexidades técnicas.

 

Além de ser um processo complexo, desenvolver tecnologia internamente exige grande investimento de tempo e dinheiro. Uma solução white label dispensa essas demandas, de modo que as empresas poderão manter-se focadas em gerar resultados. Ou seja, sem sobrecarga de trabalho e sem perder o foco na atividade-fim.

O fenômeno da fintechzação

O fenômeno da fintechzação ilustra na prática como uma solução white label ajuda a investir em tecnologia nas empresas sem precisar estourar o orçamento. As soluções especializadas no mercado financeiro permitem que uma empresa se transforme em fintech em tempo recorde, livrando-se das burocracias que envolvem abrir uma fintech do zero.

 

Trata-se de uma maneira de aumentar a receita, impactar no valor de mercado da empresa, experimentar novos modelos de negócios e diversificar os investimentos. Ao agregar serviços financeiros aos business tradicionais do negócio, a empresa poderá oferecer uma gama completa de serviços, proporcionando ao cliente sua própria conta digital, pagamento por Pix, cartão de débito e maquininha, entre outros serviços.

 

Se você tem interesse em investir em tecnologia de ponta para otimizar processos e, ao mesmo tempo, gerar uma nova fonte de receita, fale com um de nossos especialistas e comece hoje mesmo a transformação digital na sua empresa!

Similar posts

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Quer saber quais são as últimas notícias do setor em primeira mão? O seu próximo clique tem que ser aqui.