Core Banking

Introdução ao Sistema Financeiro Nacional - Estrutura

Confira a primeira parte da nossa explicação sobre o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB)


Sou Priscila Kamida e trabalho na área de Implantação aqui na Matera. Criei uma série de artigos sobre o SPB, o Sistema de Pagamentos Brasileiro. 

Para começar, precisamos entender como funciona o Sistema Financeiro Nacional (SFN) e suas estruturas: ele é responsável por promover o desenvolvimento do país de forma equilibrada, se estruturando em vários elementos que tem a função de gerir a política monetária do governo federal fazendo a captação, distribuição e circulação de valores e regulação dos processos.

O CMN (Conselho Monetário Nacional) é o órgão mais importante do Sistema, responsável pelo desenvolvimento social e econômico do país, cuidando de toda a política monetária e de crédito, que ajuda a equilibrar a economia e evitar as altas variações da inflação que aconteciam antes de sua criação. Além disso, é ele que garante o crédito para o consumidor, regulamenta os juros e a moeda no país. Garantindo a estabilidade da moeda.

O CMN é composto por 3 integrantes: o ministro da Economia (presidente do CMN); o secretário especial da Fazenda e o presidente do Banco Central do Brasil.

O Banco Central (BACEN), conhecido como “Banco dos Bancos”, é o órgão regulatório que controla as instituições financeiras que podem ou não operar no Brasil. Toda e qualquer instituição do mercado financeiro está sujeita às fiscalizações do Bacen e precisam de sua autorização para operar. Atua basicamente como um protetor da moeda nacional, mercado financeiro e economia do Brasil.

Já a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) tem como objetivo fiscalizar e desenvolver o mercado de valores mobiliários.

Entendido isso, vamos para o próximo texto, sobre o que é o Sistema de Pagamentos Brasileiro - SPB. Fique de olho, em breve o próximo conteúdo será postado aqui no blog. 

Por PRISCILA KAMIDA

Sou filha, irmã, esposa, mãe, amiga e trabalhei muitos anos em Bancos, uma experiência ampla pois somos todas "a mulher maravilha" do novo século, sem deixar de entender que erros acontecem, mas a disposição para consertá-los e aprender todo dia é o que nos traz méritos. Sou um pouquinho de quase tudo e prezo em ganhar sorrisos sinceros com algo que eu tenha feito. Trabalho para conhecer a técnica, impactar de alguma forma este mundo e para viajar e fazer grandes experiências na minha cozinha. 


 

Similar posts

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Quer saber quais são as últimas notícias do setor em primeira mão? O seu próximo clique tem que ser aqui.