GudiOn Cast: Moeda Digital (CBDC)

Episódio inédito do podcast da Matera, sobre Moeda Digital (CBDC), com a participação do convidado Bruno Diniz.


Já ouviu falar da moeda digital do Banco Central (CBDC)? O assunto é bastante recente, mas nos próximos anos esse tema vai ganhar grande destaque nas pautas de economia do país. As diretrizes gerais da versão digital do Real foram divulgadas pelo BC no fim de maio de 2021, e com isso as dúvidas já começaram a surgir.

Para dar início às discussões sobre essa grande novidade, convidamos o Bruno Diniz para participar do 4º episódio do GudiOn Cast. Diretor da Financial Data & Technology Association (FDATA) para a América do Sul e sócio da Spiralem Innovation Consulting, ele é um grande especialista em criptoativos e inovação para o mercado financeiro.

No bate-papo, ele explicou as principais diferenças entre os criptoativos (Bitcoin, altcoins e stablecoins) e as CBDCs, destacou os impactos mais imediatos do Real Digital no cenário brasileiro e contou como os Bancos Centrais pelo mundo estão lidando com esse novo meio de pagamento.

Confira o podcast nas principais plataformas de streaming:

Spotify: https://spoti.fi/3gWrlAN
Deezer: https://bit.ly/3wX6jbV
Google Podcasts: https://bit.ly/3h2q3nA

Selecionamos aqui alguns trechos da conversa para você já entrar no clima da discussão:

Modernização necessária

Existe um temor dos Bancos Centrais pelo mundo em relação à relevância das moedas fiduciárias quando começam a ser identificadas as possibilidades proporcionadas pelas criptomoedas, que formam um sistema financeiro paralelo.   
Se em algum momento os governos não fizerem  esse movimento de atualização, para criar suas próprias moedas digitais, corremos o risco de stablecoins de conglomerados como o Facebook se tornarem o padrão nas operações em detrimento das alternativas oferecidas pelo estado.

Mais força para o Pix

O próprio Pix poderá ser utilizado como infraestrutura base para a CBDC brasileira. Tudo indica que vamos utilizar os trilhos do Pix para transferir esses tokens entre as pessoas e fazer eles girarem na economia.

Modelos diferentes

O Andreas Antonopoulos, um grande especialista em criptoativos, reforça que no futuro teremos 3 tipos de dinheiro: o dinheiro do povo, representado pela figura do Bitcoin, cujo sistema é sustentado pelos usuários, de forma descentralizada; o dinheiro das corporações, que são as stablecoins, como a do Facebook; e o dinheiro do estado, que é de fato a moeda com a qual estamos acostumados, que agora ganha uma roupagem nova com as CBDCs.

Quer saber mais sobre o Real Digital (CBDC)? Confira aqui nosso post explicativo sobre o assunto. 

Para conferir todos os episódios do GudiOn Cast, acesse nossa página aqui!

Similar posts

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Quer saber quais são as últimas notícias do setor em primeira mão? O seu próximo clique tem que ser aqui.